Meias de compressão para corredores

Modelo da minha meia - Feet.
Tem-se observado um número cada vez maior de corredores e triatletas utilizando uma meia diferente durante seus treinos. É um acessório semelhante ao “meião” de futebol, mas que possui propriedades diferentes. Trata-se de uma meia de compressão, também denominada compressiva. Na verdade, essas meias já vinham sendo usadas por pessoas com problemas circulatórios e também para auxiliar no processo pós-operatório.

As meias que os atletas estão usando são versões mais esportivas, com material mais resistente e um grau de compressão diferente. Será que elas funcionam? Apesar da “febre” das meias compressivas, acho importante investigar a eficácia do produto. Por isso, fiz uma busca em periódicos científicos e encontrei um estudo bastante revelador.

A pesquisa, realizada em 2009, submeteu 21 corredores bem treinados (média de 40 anos de idade, 16 anos de treinamento em corrida e média de 40minutos nos 10km) a um teste de esforço realizado em esteira, iniciando com 9 km/h (ritmo de 6min40seg/km). A cada 5 minutos, a velocidade da esteira aumentou 1km/h, indo até a exaustão de cada atleta. Importante: os corredores realizaram o teste duas vezes, a primeira sem as meias compressivas e a segunda com as meias. Em ambos os testes foram feitas análise de consumo de oxigênio e dosagem da concentração de ácido lático no sangue. O intervalo entre os testes foi de até dez dias, justamente para que o treinamento não influenciasse os resultados obtidos.

Enquanto no teste sem as meias os corredores suportaram até 35 minutos de esforço, no teste com as meias compressivas o grupo pesquisado suportou 36,44 minutos, ou seja, um minuto e vinte e seis segundos a mais.

A conclusão dos pesquisadores? O efeito compressivo das meias pode oferecer ganhos entre 2% e 6% na performance em corredores bem treinados, para provas de 10 quilômetros, meia maratona e maratona.

Vale ressaltar que os atletas analisados eram do sexo masculino, tinham em média 16 anos de treinamento em corrida e ótima condição física. Falta encontrar estudos que investiguem os efeitos do treinamento em corredores iniciantes e também em mulheres. Não podemos simplesmente generalizar os achados para outros grupos de atletas.

O fato é que na semana passada comprei um par de meias de compressão para testar e ver se sinto alguma diferença. Usei a meia no último domingo na Corrida do Sol, e só com essa experiência ainda não posso dizer se senti alguma melhora ou piora no meu rendimento. Terei que usá-las mais vezes para dar meu parecer enquanto atleta amadora.

Parêntese: tem-se observado nas academias, muitas moças malhando com aquelas meias compridas até o joelho, essas meias não tem nada a ver com compressão, são meias de algodão comum, algumas dessas moças que usam falaram que usam a meia comprida para evitar o contato da caneleira com a pele. 

E você, usa ou já usou meia de compressão para correr? O que acha?

Referência bibliográfica:
Kemmler et. al. (2009). Effect of Compression Stockings on Running Performance in Men Runners. J. Strength Cond. Res. 23 (1): 101-105.

Comentários

  1. Dani,
    sempre achei que era meia de futebol, achava que de compressão só existiam aquelas meias Kendal que toda grávida usava.
    Muito informativo seu post.
    Sem querer causar polêmica, eu não curto aquelas meias compridas que as meninas usam na academia.
    Beijo,
    Camila.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Polêmicas a parte, Camila, também não gosto daquelas meias por cima da calça de malhar.

      Excluir
  2. Cada dia mais técnico os seus posts Linda! Parabéns!!!
    Almir

    ResponderExcluir
  3. Dani, já andei pesquisando também e vi que não surtem o resultado esperado em todas situações. Que elas devem ser usadas especialmente em provas de media a longa duração, e que devem ser evitadas em treinos curtos e de tiros. Enfim, adotei utilizá-las somente quanto sinto algun desconforto nas panturrilhas e para dar uma firmeza e em provas de longa duração como meias maratonas. Mas todas as vezes que as utilizei o apoio foi providencial, ao menos no psicológico. Cabe salientar que o que serve para mim pode não ser o ideal para você, não é assim com tênis???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que você falou é muito certo mesmo, Christian, o que é ideal para um pode não ser ideal para outro. Eu comprei a meia para testar, vou usar mais vezes até sentir alguma melhora no desempenho, até porque mal não fez!

      Excluir
  4. Bem, eu primeiramente gostaria de dizer que esse seu blog é espetacular Dani, sempre nos ajuda com informações úteis e importantes!!! Eu comecei a usar a meia de compressão nas provas longas assim como o christian, depois me adaptei tão bem que uso em todas as provas que faço hj em dia, NAO sou de elite entao NAO posso dizer aqui o tanto que faz diferença, mas, sei dizer que depois que comecei a usar NAO tenho mais dor na canela ( canelite ), e NAO tenho mais cãibra alguma, sinto minha batata muito mais firme ao correr, me adaptei muito bem a essas meias de compressão! Ah: perguntei a um Medico amigo que me aconselhou a continuar usando, pois com os anos de corrida essa meia vai me ajudar muito a NAO ter problemas de circulação na perna!!!! Bjus Dani

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ricardo!
      Sou corredora amadora há uns 6 meses e ando sofrendo muito com canelite. Vou comprar uma para testar. Obrigada pela dica.
      Abs,

      Excluir
  5. Dani, muito legal o post.
    Eu já corri com uma meia inteira de compressão (um tipo mais moderno que as kendal), pq tinha acabado de fazer aplicação nas varizes. Tb não sei dizer se foi melhor, só sei que senti muito mais calor... rsrsrs
    E aquelas meias compridas que a mulherada gosta de usar nas academias (que eu acho horrível) eu pensei que elas usavam pq não tinham depilado a perna hahahaha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dri, também achei que a meia ia esquentar muito, mas essa que comprei tem um material muito bom, corri com ela no domingo e não senti nada de calor. Sem querer criar polêmica, também acho feio usar a meia por cima da calça.

      Excluir
  6. Daniela,
    o post está muito bom! Realmente tem que se levar em consideração essa pesquisa que você colocou, os caras que participaram do experimento eram atletas, ainda que amadores, eram atletas, porque fazerm 10km em menos de 40 minutos não é pra qualquer um. Eu já usei a meia de compressão 2 ou 3 vezes em provas de 21km e como o colega acima falou, não senti mais a canelite. Tomara que esse experimento seja feito com outros grupos de corredores.
    Abraço,
    Marcos.

    ResponderExcluir
  7. Não vejo diferença nenhuma.

    ResponderExcluir
  8. Olá Dani, acabei caindo aqui no seu post. Achei mto interessante seu relato das meias de compressão. Vou deixar aqui meu contato pessoal, para que possamos nos falar. Sou gerente de produto de uma marca que desenvolve meias de compressão para a prática esportiva. Vamos nos falar? Abraço, Andrea. ( andrearamalho210@gmail.com)

    ResponderExcluir
  9. Olá pessoal, sou iniciante em corridas de 5 km e tenho 49 anos. Tenho refluxo venoso e meu angioligista indicou o uso da meia kendal até em academia em treinos da parte superior e nas corridas. Já fiz duas corridas com a kendal mesmo e foi simplesmente suave, senti muita firmeza nas panturrilhas e ao terminar a corruda eu estava inteira. Tidas as vezes que vou forte uso a meia. Façam um teste, verão que é fabuliso o suporte e alívio .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adriana,
      obrigada pela sua dica de meia e seja bem vinda ao blog!
      Abraço,
      Daniela.

      Excluir

Postar um comentário