Cinto de Hidratação


Faz tempo que eu estou querendo comprar um cinto de hidratação pra carregar comigo quando for fazer treinos longos. Conheço várias pessoas que já usam, e esse acessório divide opiniões.

Uma das alternativas para manter a qualidade da prática esportiva é o cinto de hidratação, desenvolvido para oferecer aos praticantes uma maneira prática e segura de ingerir água e isotônicos durante treinos e provas. Confeccionado com materiais como poliamida, poliéster, nylon e borracha, o cinto comporta de uma a quatro garrafinhas, com capacidades de armazenamento variáveis, e apresenta bolsos para que o esportista guarde seus pertences.

Alguns corredores acham que o cinto é um ótimo aliado, pois vai chegar aquele momento em que você precisa fazer um treino longo e não tem um ponto de apoio para se hidratar. Outros já acham que aquele acessório preso ao corpo pode atrapalhar o desempenho. Acho que tudo é questão de encontrar um modelo que melhor se encaixe a sua anatomia.

O cinto funciona como uma pochete, que é colocada em volta da cintura antes do treino ou da prova. Os fechos podem ser em velcro ou fivelas, e a faixa predileta dos atletas é a elástica, pela fácil adaptação ao corpo. A quantidade de garrafas a ser levada para o treino depende da vontade da pessoa, assim como o líquido a ser ingerido.

Se você corre, experimente o cinto de hidratação na loja, teste se enquanto corre a garrafinha sai e entra no suporte com facilidade, e verifique se ela fica firme e confortável durante a corrida. Avalie o tamanho da pochete, e adeque à sua necessidade. De nada adianta ser lindo, se ele machuca ao usar, portanto, escolha um material que não seja abrasivo à pele. Se você caminha, prove o cinto e verifique se ele não atrapalha o movimento dos braços. Se você faz trilhas ou pedala longas distâncias, avalie a intensidade, duração do percurso e a quantidade de suprimentos que precisa levar para escolher entre um cinto de hidratação ou uma mochila.

Comentários