O correto é correr de boca aberta ou boca fechada?

A corrida é uma atividade aeróbia bastante exigente, que envolve o metabolismo do oxigênio como fonte de energia. Daí a importância no jeito como você respira enquanto corre, pois isso pode determinar o consumo de calorias e o rendimento do seu treino. 

Mas a respiração tem que ser algo natural, e pode variar de acordo com as necessidades do seu corpo. Quando se está parado e em repouso, o corpo responde com a respiração nasal, que melhora a qualidade do ar que respiramos, o nariz filtra e aquece o ar que vai chegar aos pulmões.

Só que, durante uma atividade física de forte intensidade, a prioridade é suprir a necessidade maior de ar, por isso é tão difícil respirar de boca fechada

Mas como a respiração deve ser? Diante dessa dúvida, pedi ajuda a minha amiga Michelle Brunoro, que é otorrinolaringologista, para dar uma contribuição científica ao blog. Segue o texto da Dra. Michelle.

"A respiração nasal é fisiologicamente a mais correta pois o ar entra em fluxo laminado pelas narinas para ser aquecido e umidificado e chegar em condições perfeitas aos pulmões. A fisiologia da respiração passa por três fases durante o exercício, sendo a fase I caracterizada por transição de repouso para intensidade leve, com aumento do volume minuto por principalmente aumento do Volume corrente com nenhuma mudança consistente da freqüência respiratória. Na fase II a intensidade aumenta e assim há aumento da freqüência respiratória, ou seja o volume corrente se mantém ou aumenta levemente porém a freqüência de inspirações por minuto também aumenta e assim ficam mais "curtas". Nessa etapa fica mais "fácil" a respiração bucal pois a temperatura se mantem e o ambiente é mais úmido na boca, ja no nariz pela descarga de adrenalina (fisiológica durante o exercício  ocorre contração de vasos sanguíneos para melhorar a passagem de um volume maior de ar sem entretanto qualidade pois a umidificação e o aquecimento ficam limitados. Passando para fase III há um divisor de águas: paciente com condicionamento físico entra num estado de manutenção  com volume corrente e frequência e pode aqui inspirar bucal e nasal com expiração mais comum bucal pois o ambiente nasal se adéqua ao exigido pelo esforço; ou o paciente sem condicionamento ou que está tentando superar limites entra em exaustão podendo modificar o equilíbrio acido básico do sangue por inspiração forçada e expiração não competente aumentado muito nível de gás carbônico colapsando paciente até desmaiá-lo."

Comentários

  1. Essas minhas amigas são demais!!! Só sei q na hora de correr eu respiro, por onde conseguir... kkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Ah e quero ver em breve um novo post: De volta à musculação - Parte II!!! To com uma bolsa nova de academia que vc vai babar, linda de morrer... kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Dani Corredora,
    como sempre seu blog nos mantendo muito bem informados no que diz respeito a corrida.
    Ótimo post. Parabéns a você e a médica sua amiga.
    Abraços,
    Marcos.

    ResponderExcluir
  4. O que acontece comigo é mais ou menos o que médica descreveu, sempre consigo começar a corrida e manter por um bom tempo a respiração pelo nariz, mas sempre termino respirando pela boca quando o cansaço bate.
    Abraço,
    Antero.

    ResponderExcluir
  5. Eu só consigo correr respirando pelo nariz no ritmo 1, o de corrida regenerativa. De resto acabo respirando pela boca, até por um certo vício de um cara que por muito tempo foi respirador bucal e ainda tem um leve desvio de septo. :-)
    Abração Dani, bons treinos! ;-)

    ResponderExcluir
  6. Gostei do comentário "respirar por onde dá" rsrs.
    Mas é isso mesmo. E a expiração, jogar fora todo o CO2 também é importante.
    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Taí algo que preciso treinar mais. Minha respiração não é de muita qualidade na corrida. Já percebi que, principalmente na fase de expiração, faço tudo errado. O treinador já chamou muito a atenção para isso. Para melhorar, atualmente tenho evitado correr com fones de ouvido. Isso ajuda a prestar mais atenção tanto no som como na frequência da respiração.
    Agora sobre boca ou nariz, sou como a Karla aí em cima "respiro por onde consegui" rsrsrs.

    Ótimo post,

    Abçs,

    Danilo Confessor
    Blog Confissões de um Confessor

    ResponderExcluir

Postar um comentário