O dicionário do corredor



Assim como toda tribo, todo grupo, os corredores também tem um vocabulário próprio, que às vezes nem quem corre há muito tempo sabe o que tudo significa. E existe um universo de palavras relacionadas a provas, treinamento, nutrição e fisiologia capazes de criar um grande ponto de interrogação na cabeça de quem não pratica ou é iniciante no esporte.

Eu fiz algumas pesquisas na internet pra trazer pro blog alguns significados e acabei descobrindo outros termos não tão conhecidos ou mais conhecidos por profissionais.


Altimetria - representada por gráficos ou mapas, demonstra o relevo dos percursos das provas. Com isso, os atletas podem visualizar as subidas e descidas que enfrentarão ao longo da corrida.

Bater contra o muro - expressão usada por maratonistas, refere-se à marca dos 30km. Após essa distância, a sensação de esforço para alguns atletas é tamanha que muitos dizem que se assemelha a correr de encontra a uma parede.

Core - região que engloba quadril, abdome e lombar, é considerada o centro de estabilização e de produção de força do corpo.

Canelite - dor na parte anterior da canela, normalmente está relacionada ao impacto constante ocorrido durante a prática da corrida, que gera pequenos traumas nesta parte do corpo.

Endorfina - substância produzida pelo cérebro e utilizada pelos neurônios para facilitar a comunicação com o sistema nervoso e outras células do corpo. A endorfina é produzida em resposta à atividade física, com intenção de dar prazer e despertar a sensação de euforia e bem estar.

Escala de Borg - escala alternativa em que o atleta usa a própria sensibilidade para saber a intensidade do esforço durante a prática de atividade física. A tabela é:
7 - 8 muito fácil
9 - 10 fácil
11 - 12 relativamente fácil
13 - 14 ligeiramente cansativo
15 - 16 cansativo
17 - 18 muito cansativo
19 - 20 exaustivo

Estar no caixote - expressão utilizada em algumas regiões do Brasil, refere-se aquelas situações na largada em que os atletas ficam rodeados e não conseguem imprimir desde o início o ritmo que pretendiam.

Fartlek - treino em que o corredor alterna ritmos fortes e leves. O atleta corre o tempo todo, mas aumenta ou diminui a intensidade a cada determinada distância ou tempo.

Frequência cardíaca máxima (FC Max) - determina o limite máximo que a frequência de batimentos cardíacos pode atingir com segurança. Também serve para determinar as frequências cardíacas de diferentes tipos de treinamentos. Pode ser obtida pelo teste ergoespirométrico ou estimada por fórmulas matemáticas. A mais simples é subtrair a idade da pessoa ao valor 220.

Gasto calórico - aponta quantas calorias são gastas em um determinado tempo de exercício.

Glicogênio muscular - principal combustível do corpo durante a prática de atividade física. É estocado no organismo com a ingestão de alimentos ricos em carboidratos.

Intervalado (treino de tiro) - treino em que o atleta corre em intensidade alta durante determinado tempo ou distância e faz um intervalo (caminhada ou trote) entre um tiro e outro.

Lactato (ácido lático) - resíduo metabólico produzido pelo organismo quando uma pessoa se exercita além do limiar anaeróbio. Causa fadiga muscular e diminui a capacidade do corpo de absorver oxigênio.

Longão - treino em que o principal objetivo é a distância percorrida. Costuma ser realizado uma vez por semana, geralmente aos finais de semana, dias em que as pessoas dedicam mais tempo aos exercícios.

Marcador de ritmo (pacer) - atleta contratado pela organização de uma competição para correr a prova (ou parte dela) em determinado tempo ou velocidade. Serve de referência para os demais competidores.

Overtraining - também conhecido como síndrome de supertreinamento, ocorre quando o atleta força muito seus treinos. Os sintomas são parecidos com as consequências naturais de um treinamento forte, mas são crônicos e causam uma queda no rendimento. O corpo perde a capacidade de se recuperar das sobrecargas sucessivas e entra em pane.

Pipoca - pessoa que não fez a inscrição para uma corrida mas mesmo assim participa da prova.

Postos de abastecimento - postos montados ao longo dos percursos das provas com água, isotônico, frutas, alimentos e suplementos alimentares para que os corredores possam se reidratar e repor as energias.

Quebrar - palavra utilizada quando um atleta perde as forças em determinado momento da prova e não consegue completar a corrida (ou precisa diminuir o ritmo para chegar até o final).

Tempo Run - tempo em que um atleta percorre uma distância pré-determinada em ritmo contínuo e intensidade moderada a alta.

Teste ergoespirométrico - exame que mede os limiares, o VO2 máximo e alguns outros parâmetros importantes para a prática da atividade física.

VO2 máximo - volume máximo de oxigênio que o corpo consegue consumir durante o exercício físico. É um indicador de potencial de um atleta e pode ser melhorado com os treinos, mas cada indivíduo possui seu limite natural.

Comentários

  1. Muito legal Dani, uns dois ou três daí eu nunca tinha ouvido falar.

    Esses dias treinei em Brasília, vc mora em Brasília né? Fiz um longão e quebrei nos 18 km, tava muito quente e seco rs.
    Semana que vem vou fazer outro mas acho que vai ser mais curto pelo pouco tempo que ficarei em Brasília.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, moro sim!
      Brasília realmente é muito seca nessa época do ano, até nós locais sofremos com a secura! Mas temos bons locais de treino.
      Espero que Brasília te trate melhor na sua próxima vinda.
      Abraço,
      Dani.

      Excluir
    2. Oi Dani, apesar do clima que castiga os corredores eu adoro Brasília, é nossa segunda opção de moraria se um dia sairmos de Floripa. E apesar de o clima ser assim eu curto muito treinar ai, no dia do longão eu não estava bem mesmo, cansado do voo e dos treinos :)

      Abraço

      Excluir
  2. Dani, "estar no caixote" eu nunca ouvi falar. Só pelotão. Que também passo bem longe. hahahahahaha
    Adorei!
    beijo giga
    Helena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Helena, até os corredores tem seus regionalismos! :)
      Beijo,
      Dani.

      Excluir
  3. Gostei, estava procurando algo assim pra poder conversar com uns corredores hehe. Parabéns pelo blog, tá show.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tulio,
      seja bem vindo ao blog. Obrigada pela visita.

      Excluir

Postar um comentário