Treino em esteira

Quem me conhece ou acompanha o blog sabe que não gosto de correr na esteira, acho chato, parece que o tempo não passa, você fica sempre olhando pra mesma coisa e sem aquela sensação de liberdade que correr nas ruas proporciona. 

Mas esse assunto é polêmico no mundo da corrida, algumas pessoas defendem que correr na esteira deve sim fazer parte dos treinos de corrida, enquanto outros não concordam com a prática por defender que não tem nada melhor do que o vento batendo no rosto.

Eu tenho que dar o braço a torcer de vez em quando, pois a esteira pode ajudar nos treinos e no ganho de rendimento nas passadas. No primeiro semestre desse ano, quando treinei para a Meia Maratona de Floripa, fiz vários treinos sozinha e por muitas vezes tive que treinar na esteira da academia. O primeiro fato que devemos levar em consideração é que na esteira não dá pra roubar nem no pace, nem no tempo e nem na distância. Você programa um treino no painel da esteira e faz, tá, você pode até diminuir a velocidade, mas o monitor vai ficar esfregando na sua cara (rs...) o que você está fazendo ali. 

Como você consegue controlar inclinação, frequência cardíaca, tempo, velocidade e hidratação de forma muito mais fácil, a esteira pode ser usada para treinos intervalados ou contínuos para forçar o organismo a se adaptar a um pace estipulado por você.

Ao correr na rua, alguns corredores têm dificuldade para manter um ritmo consistente e acabam correndo mais rápido ou mais devagar do que pretendiam. A esteira faz com que seja mais fácil controlar a quilometragem e ritmo devido a todos os marcadores que estão ali na sua frente.

As esteiras oferecem melhor absorção de impacto, resultando em menor pressão sobre os pés e os joelhos, em comparação com a corrida no asfalto e em superfícies de concreto. Assim, dá para aliviar o impacto que é feito sobre os ossos, tendões e músculos. O amortecimento extra e a superfície lisa permitem, também, que as passadas fiquem mais fáceis.

Mais simples e prático, o treino na rua possibilita uma dinâmica maior da que o corredor encontra na esteira, que tende a ser um tipo de atividade mais monótona. Além disso, o aparelho, que, segundo alguns especialistas, exerce a função de coadjuvante nos treinamentos, tem uma limitação na iniciação de subidas e descidas.

O fato de o treino na rua ter papel de protagonismo tem um porquê. Apesar de algumas esteiras já terem funções que simulem atividades específicas das planilhas, como treinos intervalados, fartlek, tiros, subidas e longos, é ao ar livre onde os corredores treina de fato para as provas e competições.

E aí, gostou do post? Então deixe um comentário! Abraço e bons treinos.

Comentários

  1. Treino na esteira pra mim, só em dias chuvosos! Também prefiro o asfalto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu era dessas, Greice, mas no ciclo de treinos pra Meia de Floripa, fiz bastante treino intervalado em esteira e foi ótimo para minha melhora de desempenho. Mas continuo preferindo o asfalto.
      Abraço,
      Dani.

      Excluir
  2. Respostas
    1. Eu era dessas, Dri, mas nos treinos pra Meia de Floripa, fiz bastante treino intervalado em esteira e foi ótimo para minha melhora de desempenho. Mas sem sombra de dúvida que treino no asfalto é melhor.
      Beijo,
      Dani.

      Excluir
  3. Amiga, confesso que não acho ruim correr na esteira não viu?! Com as viagens e em San Francisco tive que treinar na esteira várias vezes e até gosto, facilita a mudança de ritmo e proporciona inclinação quando é necessário, é só escolher uma playlist legal e mandar bala!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem treinos que são bons de fazer na esteira mesmo! Já me rendi e hoje acho que vai ser um desses dias, já que não pude treinar pela manhã.
      Beijão.

      Excluir
  4. Oi Dani!
    Eu gosto muito da esteira, principalmente para treinos de tiros ou para quando está um calor absurdo na rua. Já fiz um longão de 38 Km uma vez. Foi muito bom! Tenho certeza de que não teria sido se estivesse correndo na rua, porque era um verão muito louco e eu não sou adepta ao calor, sabe? E ainda tem uma vantagem: eu tenho todas as bebidas e comidinhas de que vou precisar e sem carregar peso nas costas, ha ha ha ha (mas também tenho que treinar carregando tudo, he he he he).
    Um super beijo e bons treinos...
    Carolina

    ResponderExcluir

Postar um comentário