São Silvestre faz algumas alterações no percurso por questão de segurança

Os organizadores da Corrida Internacional de São Silvestre anunciaram mudanças no percurso da tradicional prova, que vai ser realizada no próximo dia 31. As alterações no percurso têm a intenção de incluir ruas e avenidas mais amplas, por uma questão de segurança.

A ideia da organização é tornar a disputa mais segura e dinâmica. Com isso, algumas ruas que, na avaliação dos organizadores não suportavam o número de corredores, como Margarida e Olga, foram substituídas por outras no centro histórico de São Paulo, como Xavier de Toledo, Sete de Abril, Bráulio Gomes, Dona Maria Paula e os viadutos 9 de Julho e Jacareí.

A expectativa é de que essas mudanças sejam suficientes para atender a demanda de participantes – a São Silvestre deverá contar com 30 mil corredores na edição de 2016, a 92ª edição da sua história.

A largada da São Silvestre está marcada para a avenida Paulista, na altura da Ministro Rocha Azevedo, com a chegada ocorrendo em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero, como acontece tradicionalmente.

A prova começará às 8h20, com a disputa dos cadeirantes. A largada da elite feminina está agendada para 8h40. A partir das 9 horas será a vez das pessoas com deficiência, do pelotão de elite masculino e do pelotão geral, com homens e mulheres iniciarem a participação na São Silvestre.

A entrega dos kits começou hoje e vai até sábado às 16 horas.

Serviço: Corrida Internacional de São Silvestre
Data: 31 de dezembro de 2016
Local: São Paulo
Distância: 15km

Comentários

  1. Taí uma prova que não tenho muita vontade de fazer! 31 de dezembro em São Paulo? Prefiro ir pra praia!
    Abraço,
    Antero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Antero,
      tenho o mesmo sentimento que você, nunca tive vontade nenhuma de correr a São Silvestre!
      Abraço.

      Excluir
  2. Oi Dani!
    Fiz duas vezes esta prova. Na primeira, ainda era à tarde e passei o ano novo por lá. Já na segunda, foi de manhã e deu para voltar a tempo. Só mesmo para ter a "experiência", porque nunca foi algo que eu quisesse muito (como algumas outras provas).
    O que acho uma doideira é mudar o percurso praticamente "em cima da hora". Eu não treino para vencer, nem nada. Massss, muitas pessoas sim. E isso, com certeza, afeta o rendimento dos atletas... Aff...
    Um super beijo e um excelente 2017!!!!
    Carolina
    Blog Viajar correndo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol,
      a São Silvestre nunca me atraiu, quem sabe um dia eu mude de ideia e decida corrê-la!
      Te desejo um 2017 mais que especial!
      Beijo grande.

      Excluir

Postar um comentário