O perfil da corredora

O que a corrida significa para mim? Talvez um pouco de tudo. O fato é que a corrida deixou de representar uma coisa só. Ela pulou de um simples prazer para se tornar parte da minha identidade. Digo isso, pois desde de muito pequena minha vida gira em torno do esporte.

Comecei a dançar balé aos 4 anos de idade, mas aquilo ali não era bem um esporte, então aos 8 anos, deixei o balé e fui praticar natação. Mas como nessa época eu estudava a tarde e as aulas de natação eram de manhã, sempre nadava enquanto não estava fazendo frio, e quando chegava o mês de Junho a piscina ficava gelada e aí era inevitável, eu não ia pra aula mesmo. É porque eu sou da época que não tinha piscina aquecida nos clubes e academias, e quase nao tinha piscina coberta em Brasília. Era tudo ao ar livre com temperatura ambiente.

Depois de um tempo nesse vai e vem na natação resolvi entrar no time de basquete da minha escola. Do alto dos meus 1m e 67 cm eu fui jogar basquete. Não era nenhuma jogadora brilhante, mas descobri o quanto o basquetebol é um esporte fascinante.

Eu estava na adolescência enquanto jogava basquete, e sabem como é cabeça de adolescente, um dia cansei dos treinos de basquete e resolvi me matricular numa academia para fazer ginástica e musculação, e passei muito tempo frequentando academias, fazendo as mais diversas aulas de ginástica, spining, jump, local, e musculação.

Mas só quando eu descobri como é bom correr na rua que me encontrei realmente num esporte. Não sou uma corredora rápida, mas isso é o que menos importa, pois eu comecei a correr pensando em bem estar, saúde, emagrecimento e diversão. E além de tudo isso acabei encontrando amizades, viagens que eu jamais imaginaria fazer, e disciplina.

Por conta do trabalho, sou analista de sistemas, levanto muito cedo para correr, e eu nem imaginava fazer isso até bem pouco tempo, morria de preguiça de acordar cedo pra qualquer coisa, quanto mais pra correr. O esporte muda as pessoas, e me mudou!

Eu acho que esse perfil aqui ainda não está completo, e nunca vai ficar. Aos poucos vou incrementar isso daqui!